A Rede Globo usa mais uma vez sua programação para militar as causas progressistas.

A recorrente defesa de pautas à esquerda já não surpreende mais.

Em episódio recente de “Malhação” – que ganhou o tema “Toda forma de amar”, uma clara alusão à causa gay, o panfleto adolescente usou a personagem Nanda (Gabi Mustafá) para fazer troça da campanha “Tudo tem seu tempo”.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADENa novela, Diana (Malu Lazari) promove a campanha “Dá um tempo!”.

Ela espalha cartazes na escola pedindo para os alunos “se pouparem” antes do casamento.

O movimento é uma reação à promoção de uma cartilha sobre educação sexual e métodos contraceptivos promovidos pela escola.

Para Diana, “esse tipo de campanha passa uma imagem errada de que não há nada errado fazer sexo, desde que não resulte em gravidez ou doença”.

Em outro episódio, a personagem Nanda responde entrevista de uma equipe de TV com os alunos sobre a campanha de abstinência sexual promovida por Diana.

Como se fosse a maior vitória de sua vida e com todo entusiasmo possível, Nanda diz que não é mais virgem “há muito tempo”.

“Eu perdi a virgindade com 16 anos.

Eu já namorei muito sim.

Mas eu não acho que sexo tem que ser só de um namorado com outro… as vezes acontece né.

Eu acho essa campanha a maior caretice.

Transar é normal gente!”, afirma a personagem.

Chama atenção o brinco de Nanda durante sua fala.

Ele possui uma cruz.

Tudo no folhetim global passa uma mensagem de deboche contra os valores conservadores e exalta a “liberdade” dos progressistas.