Após dois anos sem poder viajar, em função da pandemia de covid, os brasileiros têm como uma das prioridades agora conhecer novos lugares. É o que aponta um levantamento feito pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa).

Dados compilados pelo estudo mostram que quatro em cada dez agências de turismo no Brasil registraram um faturamento maior no segundo trimestre de 2022, frente os mesmos três meses em 2019, momento anterior à pandemia de coronavírus. Enquanto isso, no primeiro trimestre deste ano, apenas 14% das empresas do setor conseguiram um desempenho acima dos primeiros três meses de 2019, quando o faturamento foi de aproximadamente R$ 4 bilhões.

Quando levados em consideração os números de 2021, o resultado das agências de turismo neste ano é ainda mais expressivo. Mais de 80% das empresas do setor ultrapassaram os valores faturados no primeiro trimestre de 2022, em comparação com o ano anterior.

Segundo o levantamento, 56% das viagens feitas pelos brasileiros têm destino final regiões dentro do País. Enquanto 44% para o internacional, representando uma aproximação histórica entre os índices.

No ranking de destinos nacionais, Maceió, Natal e São Paulo ocupam a primeira colocação, seguidos de Fortaleza, Salvador e Gramado em segundo lugar, e Lençóis Maranhenses, chegando à terceira colocação.

No internacional, Portugal ficou em primeiro lugar, seguido de Orlando e Argentina dividindo a segunda colocação. Já Cancun, no México, e Chile figuraram em terceiro lugar no ranking.

“Os dados mostram que as expectativas positivas do setor se concretizam mês a mês e que a atuação das operadoras, focada em oferecer as melhores alternativas aos seus clientes, seja em novas opções de destinos para a viagem, até as facilitações de aquisição com parcelamentos. A vacinação contra a covid também é responsável por fazer nosso segmento melhorar e continuar trazendo indicativos surpreendentes”, disse Roberto Nedelciu, presidente da Braztoa.

Fonte:osul