Após emocionar mais de um milhão de espectadores com os filmes “Quarto de Guerra” e “Mais que Vencedores”, a 360 WayUp e os irmãos Kendrick prometem conquistar novamente o coração do público com mais uma história que toca em assuntos inerentes ao ser humano, independente de raça, ideologia, crença ou status social.

Sempre focando na família em seus lançamentos, o trio de diretores Stephen, Alex e Shannon Kendrick já tratou de assuntos importantes, como relacionamento e vida conjugal (“Quarto de Guerra” e “À Prova de Fogo”), família (“Corajosos”) e superação (“Mais que Vencedores”). 

Agora com seu novo projeto - “Mostra-me o Pai”, que chega aos cinemas brasileiros no dia 02 de dezembro - eles vão falar sobre paternidade e como a presença ou a ausência da figura masculina no lar pode gerar reflexos no desenvolvimento do indivíduo de maneiras diferentes.

“Uma das maiores necessidades que Deus colocou no coração de todo ser humano é a de ter um pai. Desde o início, Ele foi o Pai perfeito, criou a paternidade na Terra como uma introdução a quem Ele é. Devemos ver a paternidade como uma introdução à paternidade de Deus e os pais devem pedir a Deus para ajudá-los a ser uma boa representação de quem Ele é para seus próprios filhos”, afirma Stephen Kendrick.

Fonte: guiame