A frase Soli Deo Gloria (Glória somente a Deus), presente no conceito teológico basilar da Reforma Protestante, foi usada pela nadadora sul-africana Tatjana Schoenmaker ao quebrar um recorde nas Olimpíadas de Tóquio.

Tatjana Schoenmaker conquistou a medalha de ouro e estabeleceu um novo recorde nos 200 metros de nado feminino, com o tempo de 2:18,95, na última quarta-feira, 28 de julho.

A atleta acredita que foi sua fé que a ajudou a conquistar um feito significativo na competição, além de sua vitória significar o fim de um ciclo de quarto de século de seca do ouro para as mulheres sul-africanas na piscina.

Tatjana ficou em primeiro lugar no duelo com a americana Lilly King quebrando um recorde mundial que durava oito anos: “Sinto que ainda não caiu bem”, disse ela sobre ainda não ter a compreensão exata do que havia conquistado.

Um dia antes, a atleta de 24 anos havia conquistado a prata nos 100 metros de nado peito.

De acordo com informações da agência Reuters, Tatjana apareceu em sua entrevista coletiva após sua vitória com uma touca que trazia uma a frase em latim Soli Deo gloria e o símbolo do peixe Ichthus (do grego antigo, que significa “Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador”).

A mesma frase estava estampada na touca que ela usou sob a touca oficial da delegação sul-africana durante a prova que resultou em seu recorde olímpico.

“Realmente apenas foco em todas as provas, para me concentrar em mim mesma e acreditar que o poder de Deus virá. Quer isso signifique que vou por último ou não, contanto que eu me concentre e saiba que fiz tudo do meu lado e Deus fez o resto, acho que teria saído daqui com tanta paz, não importa qual fosse o resultado”, afirmou a atleta.

Ela acrescentou que sabia pouco sobre a liderança da nadadora americana na primeira metade da prova, até que a dupla completou a curva final e trocou um breve olhar sob a água: “Eu estava realmente tentando me concentrar na minha própria prova, acho que a única vez que eu estava fora da minha própria pista foi quando viramos juntas. […] Ela definitivamente me empurrou [para tentar vencer]”, descreveu.

Rindo, Lilly King disse: “Sim, olhamos uma para a outra”. A americana havia sido campeã olímpica no Rio de Janeiro em 2016 nos 100 metros, e descreveu o desempenho da nadadora cristão como “incrível”.

Cinco solas da Reforma

A frase Soli Deo gloria é a quinta de uma série de “cinco solas” usadas por Martinho Lutero para embasar e sintetizar suas teses teológicas contra a Igreja Católica no início da Reforma Protestante. As frases são Sola Scriptura (Somente a Escritura), Solus Christus (Somente Cristo), Sola Gratia (Só a Graça), Sola Fide (Só a Fé) e, por último, a que foi usada pela nadadora sul-africana, Soli Deo Gloria (Glória somente a Deus).