Pastor ora pelo Brasil e alerta os cristãos a pedir perdão a Deus

“Deus pode disciplinar os brasileiros e derramar sua ira sobre essa grande nação, caso o povo for infiel”, disse Franklin Ferreira

O pastor Franklin Ferreira ministrou na Conferência Fiel Pastores e Líderes 2018 onde fez uma comparação entre a atual situação do país com a antiga situação de Israel, no Antigo Testamento.

Disse que “o destino de Israel como nação estava atrelado ao destino dos eleitos por Deus”. Da mesma forma, o destino dos brasileiros está interligado ao “povo eleito”, ou seja, os cristãos.

“Deus tinha pactos com os israelitas, que eram abençoados desde que fossem fiéis. Na infidelidade, porém, Deus derramava as maldições pactuais sobre eles”, lembrou.

Usando como pano de fundo o texto de Daniel, capítulo 9, o pastor enfatiza que o profeta invocou a Deus no exílio. “Daniel se reconheceu como pecador”, disse.

Segundo o pastor, o profeta sabia que a desgraça que aconteceu com a cidade de Jerusalém e a derrubada do templo tinha a ver com os juízos de Deus sobre a nação da qual ele fazia parte.

“Mas ele também sabia que o fim do cativeiro era uma promessa divina e implorou a Deus por perdão e renovação da aliança”, comenta.

Situação e destino do Brasil

A corrupção, degradação moral, violência e ameaças totalitárias têm levado o Brasil a uma situação tensa na esfera política. Muitos têm colocado sua esperança nos homens em vez de interceder a Deus.

“Somos chamados, como cristãos, a depositar nossas ansiedades sobre o Senhor, na certeza de que ele sempre tem cuidado de seu povo, e somos convocados a interceder a Deus por nosso país e nossos governantes”, declarou.

“Deus pode disciplinar os brasileiros e derramar sua ira sobre essa grande nação, caso o povo for infiel”, alertou. Franklin também reconhece que o momento é decisivo. “A hora é grave. Não é hora para meninos, é hora para homens e mulheres de verdade”, afirmou.

Depois, o pastor orou e alertou a igreja sobre a necessidade de pedir perdão a Deus. “Temos procedido mal e pecamos contra o Senhor. Nós imploramos, Senhor, ajuda-nos a ser, de fato, povo teu”, pediu.

“Nos guia e nos guarda durante essa semana decisiva, em meio às tensões e aos jogos políticos […] Renova o teu pacto conosco”, finalizou.

Assista!


Categoria:Notícias

Deixe seu Comentário