Professora proíbe “Deus” em sala de aula

Carta enviada aos pais diz que não é "apropriado" falar sobre Jesus na escola

Uma professora de uma escola pública em McCordsville, no estado de Indiana, nos Estados Unidos da América (EUA), enviou uma nota para os pais de seus alunos, o qual afirma para orientá-los a não usar, em sala de aula, palavras como “Deus, Jesus e Diabo”.

A professora afirmou, na carta, que “cerca de 5 anos” estava utilizando as palavras mesmo sendo advertidas sobre a proibição. Com isso, ela acabou tendo a decisão de notificar os pais sobre sua visão de que não é apropriado o uso destas palavras no ambiente escolar.

“Pelo fato da escola primária de McCordsville ser uma instituição pública, temos muitas religiões e crenças diferentes, e não quero chatear uma criança ou pai por causa do uso dessas palavras”, diz um trecho da carta.

Ela também fez outras observações. “Se você frequenta a igreja ou discute essas coisas em casa, por favor, tenha uma conversa com seu filho sobre o momento e o lugar apropriados para falar sobre isso”.

O superintendente da instituição, Shane Robbins, afirmou que a instituição está discutindo a nota escrita pela professora que foi enviada aos pais. Segundo ele, apesar da tentativa tentar valorizar todas as crenças dos estudantes, cerceia a liberdade de expressão.

“Nessa situação, queremos simpatizar com todos os nossos alunos com diferentes crenças. Mas, no fim do dia, eles têm a liberdade de dizer as coisas, desde que não sejam incômodas para o ambiente”, disse.

Ainda, de acordo com Robbins, a política do conselho escolar afirma que, pelo fato de ser uma instituição pública, não se pode “apoiar ou inibir” quaisquer manifestações religiosas. Com informações The Indy Channel

Categoria:Notícias

Deixe seu Comentário